Bitcoin (BTC)InstitucionalNotícia

Morgan Stanley vai considerar Bitcoin para fundos de investimento de US$ 150 bilhões

Segundo um relatório da Bloomberg News esta manhã, a Morgan Stanley foi a mais recente grande organização financeira a ponderar um novo investimento em Bitcoin.

Ao citar “pessoas que conhecem o tema”, o anúncio diz que a Cointerpoint Global, uma filial da Morgan Stanley Investment Management que possui 150 bilhões USD em ativos administrados, “está estudando se a criptomoeda seria a opção adequada aos investidores”.

O site da Morgan Stanley na Internet descreve a Counterpoint Global como um fundo especializado em aplicações “cujo preço de mercado possa crescer significativamente por motivos subjacentes fundamentais”. O plano aumentou 72,7% no ano, apresentando um desempenho superior ao do MSCI All Country World Net Index de 16,25%.

O interesse emergente na Bitcoin não deve vir como uma surpresa, dado que a companhia tem feito grandes investimentos na Microstrategy. Em janeiro, foi relatado o fato de que a Morgan Stanley comprou 10% da Microstrategy, cujas ações estão em colapso e cujo CEO se converteu em um ícone da Bitcoin depois de ter anunciado um inversão estratégica na Bitcoin no último ano.

A Morgan Stanley não é a única entidade bancária de grande porte que procura se involver com criptomoedas. Em relação às suas demandas de lucros q4, a JP Morgan e Visa reapresentaram seus planos de mantê-las em criptomoedas, e os responsáveis de ambas as companhias expressaram o interesse em maiores progressos se os clientes e as condições do mercado exigissem.

top

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *